Diário Bíblica Portugués

7 de Janeiro de 2023

Primeira leitura: 1Jo 5,14-21:
Ele nos ouve em tudo o que lhe pedimos.
Salmo: Sl 149,1-2.3-4.5 e 6a e 9b (R. 4a): 
O Senhor ama seu povo, de verdade.
Evangelio: Jo 2,1-11: 
Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia.

Tema: São Raimundo de Penyafort, Presbítero (Memória facultativa) // Bem-aventurada Lindalva Justo de Oliveira, Mártir (Memória facultativa) 

Naquele tempo, houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava presente. Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento. Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: "Eles não têm mais vinho". Jesus respondeu-lhe: "Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou". Sua mãe disse aos que estavam servindo: "Fazei o que ele vos disser". Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros. Jesus disse aos que estavam servindo: "Enchei as talhas de água". Encheram-nas até a boca. Jesus disse: "Agora tirai e levai ao mestre-sala". E eles levaram. O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água. O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: "Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!" Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória.

 

Comentário

As bodas têm um significado simbólico importante, pois biblicamente significa a concretização da Aliança de Deus com seu povo. As bodas são o lugar da alegria e do amor, do triunfo da vida e do cenário de um futuro promissor. Estando em Caná, Jesus e sua mãe assistem a um casamento em que se apresenta uma situação de cuidado que põe em risco a comunhão. A confiança de Maria na manifestação de seu filho expressa a abertura serena para o futuro. Tal confiança fala da fé que a mãe tem em seu filho, transformando-se em modelo para a comunidade crente. Ela nos ensina a confiar em Jesus e também a interceder quando há situações de carência. Maria é o modelo de discipulado que nos ensina a não dar lugar à indiferença, sem abrir passo à solidariedade, estando sob os signos da Providência de Deus.

Santo do Dia
S. Raimundo de Peñaforte
c. 1175-1275 ? religioso e canonista ? \"Raimundo? quer dizer
\"protetor do conselho?, \"bom conselheiro?

Natural de Barcelona, ali ensinou filosofia e artes liberais, mas o que o distinguiu foi seu profundo conhecimento em Direito civil e canônico. Coube a ele o mérito das primeiras codificações de Direito canônico, ou seja, das leis que regem a vida da Igreja. Após longo e árduo trabalho, pôde reunir nos cinco volumes das Decretais os decretos papais e conciliares. Destacou-se também como insigne confessor, perante quem o papa Gregório IX e os reis ajoelhavam-se confessando os pecados e pedindo conselhos. É dele o tratado Suma de penitência ou Suma dos casos, um guia muito utilizado pelos confessores na Baixa Idade Média. Daí ser tido como o patrono dos confessores. O que mais o dignificou, entretanto, foi o grande amor pelos pobres e o seu interesse pelos judeus e muçulmanos, que o levou a criar uma escola de línguas orientais para os missionários. Em 1238, foi Superior da Ordem Geral dos Dominicanos. Morreu aos 95 anos de idade.