Diário Bíblica Portugués

29 de Março de 2023

Primeira leitura: Dn 3,14-20.24.49a.91-92.95: 
Enviou seu anjo e libertou seus servos.
Salmo: Dn 3,52.53-54.55.56-57 (R. 52b): 
R. A vós louvor, honra e glória eternamente!
Evangelio: Jo 8,31-42: 
Se o Filho vos libertar, sereis verdadeiramente livres.

Tema: 5º Domingo da Quaresma

Naquele tempo, Jesus disse aos judeus que nele tinham acreditado: "Se permanecerdes na minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará". Responderam eles: "Somos descendentes de Abraão, e nunca fomos escravos de ninguém. Como podes dizer: ?Vós vos tornareis livres??" Jesus respondeu: "Em verdade, em verdade vos digo, todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. O escravo não permanece para sempre numa família, mas o filho permanece nela para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, sereis verdadeiramente livres. Bem sei que sois descendentes de Abraão; no entanto, procurais matar-me, porque a minha palavra não é acolhida por vós. Eu falo o que vi junto do Pai; e vós fazeis o que ouvistes do vosso pai". Eles responderam então: "O nosso pai é Abraão". Disse-lhes Jesus: "Se sois filhos de Abraão, praticai as obras de Abraão! Mas agora, vós procurais matar-me, a mim, que vos falei a verdade que ouvi de Deus. Isto, Abraão não o fez. Vós fazeis as obras do vosso pai". Disseram-lhe, então: "Nós não nascemos do adultério, temos um só pai: Deus". Respondeu-lhes Jesus: "Se Deus fosse vosso Pai, vós certamente me amaríeis, porque de Deus é que eu saí, e vim. Não vim por mim mesmo, mas foi ele que me enviou".

 

Comentário

O que nos dá liberdade na maioria das vezes deriva de nossas opções e vínculos estabelecidos. Ficamos mais livres quando podemos escolher o que gera bem-estar em nossas vidas e em nosso ambiente. Também exercitamos nossa liberdade quando entramos em relacionamentos que nos tornam pessoas melhores, sendo capazes de perdoar e perdoar a nós mesmos; quando somos capazes de dizer a verdade, mesmo que isso implique desconforto ou perda de alguns relacionamentos. Nossas convicções de fé e nossos relacionamentos interpessoais nos impulsionam a fazer a coisa certa, mesmo que nem sempre sejamos beneficiados. O primeiro dever temos com a própria vida, que aos poucos parece estar perdendo valor e apreço. Peçamos-lhe que tenha a liberdade de espírito que teve Jesus e um coração semelhante ao dele, sem reservar nada para si. Que alcancemos a coerência de quem vive o que prega, para permanecer fiel à Palavra da Vida.

Santo do Dia
S. Jonas e S. Baraquísio
séc. IV ? monges e mártires ? \"Jonas? quer dizer \"pombo?

Jonas e Baraquísio, ou Benedito- Jesus, eram monges de Beth-Iasa. Sofreram o martírio por volta de 327, durante a perseguição de Sapor II, rei da Pérsia. Levados ao tribunal, recusaram-se a adorar o Sol, o Fogo, a Água,sendo por isso submetidos a cruéis torturas. Certo Isaías, cavaleiro do rei, presente ao julgamento, relatou a história desses santos que, destemidamente, questionavam os próprios inquisidores, perguntando a que rei deviam obedecer, se ao Soberano Criador de todas as coisas, que dá inteligência aos homens ou àquele, o imperador, ao qual a morte não tardaria reunir com seus antepassados. Aos juízes que o inquiriam, Jonas dizia que era \"mais sábio semear o trigo do que juntá-lo?. \"Nossa vida é semente lançada na terra para renascer no mundo que há de vir?. Jonas foi mutilado e esmagado até morrer e Baraquísio foi torturado com breu fervente despejado em sua garganta.