Diário Bíblica Portugués

27 de Junho de 2022

Primeira leitura: Am 2,6-10.13-16: 
Pisam, na poeira do chão, a cabeça dos pobres.
Salmo: Sl 49(50),16bc-17.18-19.20-21.22-23 (R.22a): 
Entendei isto, todos vós que esqueceis o Senhor Deus!
Evangelio: Mt 8,18-22: 
Segue-me!

Tema: São Cirilo de Alexandria, Bispo e Doutor da Igreja (Memória facultativa)

Naquele tempo; Vendo uma multidão ao seu redor, Jesus mandou passar para a outra margem do lago. Então um mestre da Lei aproximou-se e disse: 'Mestre, eu te seguirei aonde quer que tu vás.' Jesus lhe respondeu: 'As raposas têm suas tocas e as aves dos céus têm seus ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça.' Um outro dos discípulos disse a Jesus: 'Senhor, permite-me que primeiro eu vá sepultar meu pai.' Mas Jesus lhe respondeu: 'Segue-me, e deixa que os mortos sepultem os seus mortos.'

 

Comentário 

A denúncia de Amós ao povo que se desviou do caminho da convivência e do respeito à vida é atual em nosso contexto latino-americano. Vivemos em sociedades onde é mais fácil aceitar milhares de mortes prematuras do que gerar mudanças essenciais que protejam e garantam a vida das pessoas mais vulneráveis. Jesus, por outro lado, dá-nos lições de solidariedade com os despojados de toda dignidade, os “sem lugar”, os sem-terra, sem direitos, sem oportunidades; Jesus se identifica com eles e se coloca no lugar deles exigindo justiça. Quando o evangelho nos diz que "não tem onde reclinar a cabeça", não se refere apenas a ser sem-teto, mas ao seu destino, com os crucificados de ontem e de hoje, em valas comuns, totalmente abandonados e desprezados pelos poderes deste mundo. Deixar que "os mortos enterrem seus mortos" é uma forte expressão de denúncia do sistema que gera a morte. Ele, ao contrário, está convidando a gerar vida a partir do espaço do Reino.

Santo do Dia
Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Esta devoção mariana liga-se a um quadro da Virgem com o Menino Jesus nos braços. Essa pintura (séc. XIII) teria saído do Oriente (Creta) e passado de mão em mão até chegar a Roma, ficando guardada na Igreja de S. Mateus (1449). Em 1866 a pintura foi reencontrada nas ruínas daquela antiga igreja e confiada aos padres redentoristas por Pio IX. Hoje o quadro se encontra na igreja de Santo Afonso em Roma. É invocada com a seguinte oração:
Lembrai-vos, ó piíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que têm recorrido à vossa proteção, implorado vosso auxílio e reclamado vosso socorro, fosse por vós desamparado. Animado eu, pois, com igual confiança, a vós, Virgem das virgens, como a Mãe recorro, em vós me acolho e, gemendo sob o peso de meus pecados, me prostro a vossos pés. Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus encarnado, mas dignai-vos de as ouvir propícia e de me alcançar o que vos rogo. Amém.

 

 

 

 

 

 

 

 

Related Articles

10 de Abril de 2022

9 de Abril de 2022

8 de Abril de 2022