Diário Bíblica Portugués

24 de Novembro de 2022

Primeira leitura: Ap 18,1-2.21-23.19,1-3.9a: 
Caiu Babilônia, a grande!
Salmo: Sl 99(100),2.3.4.5 (R. Ap 19,9a): 
R. São bem-aventurados os que foram convidados para a Ceia Nupcial das bodas do Cordeiro!
Evangelio: Lc 21,20-28: 
Jerusalém será pisada pelos infiéis, até que o tempo dos pagãos se complete.

Tema: Santo André Dung-Lac, presbítero, e seus companheiros, mártires (Memória)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, ficai sabendo que a sua destruição está próxima. Então, os que estiverem na Judeia, devem fugir para as montanhas; os que estiverem no meio da cidade, devem afastar-se; os que estiverem no campo, não entrem na cidade. Pois esses dias são de vingança, para que se cumpra tudo o que dizem as Escrituras. Infelizes das mulheres grávidas e daquelas que estiverem amamentando naqueles dias, pois haverá uma grande calamidade na terra e ira contra este povo. Serão mortos pela espada e levados presos para todas as nações e Jerusalém será pisada pelos infiéis, até que o tempo dos pagãos se complete. Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações ficarão angustiadas, com pavor do barulho do mar e das ondas. Os homens vão desmaiar de medo, só em pensar no que vai acontecer ao mundo, porque as forças do céu serão abaladas. Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória. Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima".

 

Comentário

O livro do Apocalipse contém a capacidade de sonhar com um futuro melhor. Ler este livro é como estar diante do sermão de Martin Luther King “Eu tenho um sonho”, onde o pastor batista vislumbrou uma sociedade sem opressão racista. Apocalipse 8,2 expõe outro sistema de morte, usando a imagem da 'grande Babilônia' para sonhar com o fim do opressor império romano. Embora estivesse longe de cair – cairá no século V d.C. – o Apocalipse sonha o futuro com otimismo, proclamando com fé um mundo sem violência nem dominação romana. O grito "caiu Babilônia, a grande!" é nas Escrituras uma metáfora que denuncia projetos anti-Deus e os condena ao fracasso. Seu valor se encontra dia a dia na América Latina, onde nossos povos marcham denunciando e proclamando o fim do capitalismo opressor, do patriarcado, da violência racista ou do extermínio indígena, acreditando em um mundo diferente. Vamos sonhar como o Apocalipse e trabalhar para que possamos gritar novamente: Finalmente a grande Babilônia caiu!

Santo do Dia
S. André Dung-Lac e seus companheiros
séc. XVIII-XIX ? mártires do Vietnã

No dia 9 de junho de 1988, João Paulo II canonizou 116 mártires vietnamitas pertencentes à Igreja do Vietnã. Desses, 96 eram de origem vietnamita e os demais missionários provenientes da Espanha e da França. Desde 1624, quando os primeiros jesuítas fundaram ali as bases do cristianismo, os cristãos sofreram contínuas e sangrentas perseguições. Eram acusados de destruir, com sua pregação, seus valores culturais e religiosos. Durante a perseguição de 1843, Paulo Le Bao-Tinh escrevia da prisão: O meu cárcere é verdadeiramente uma imagem do fogo eterno. Aos cruéis suplícios de todo gênero, como grilhões, algemas e ferros, juntam-se ódio, vingança, calúnias, palavrões, acusações, maldades, falsos testemunhos, maldições e, finalmente, angústia e tristeza. Mas Deus, que outrora libertou os três jovens da fornalha acesa, sempre me assiste e libertou-me dessas tribulações, que se tornaram suaves, porque a sua misericórdia é eterna! (cf. Liturgia das horas, v. IV, p. 1477)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Related Articles

10 de Abril de 2022

9 de Abril de 2022

8 de Abril de 2022