Consulta diaria

Primeira leitura: Ef 4,1-6: 
Há um só corpo, um só Senhor, uma só fé, um só batismo.
Salmo: Sl 23,1-2. 3-4ab. 5-6 (R. Cf 6): 
É assim a geração dos que buscam vossa face, ó Senhor, Deus de Israel.
Evangelio: Lc 12,54-59: 
Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente?

 

Naquele tempo: Jesus dizia às multidões: 'Quando vedes uma nuvem vinda do ocidente, logo dizeis que vem chuva. E assim acontece. Quando sentis soprar o vento do sul, logo dizeis que vai fazer calor. E assim acontece. Hipócritas! Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente? Por que não julgais por vós mesmos o que é justo? Quando, pois, tu vais com o teu adversário apresentar-te diante do magistrado, procura resolver o caso com ele enquanto estais a caminho. Senão ele te levará ao juiz, o juiz te entregará ao guarda, e o guarda te jogará na cadeia. Eu te digo: daí tu não sairás, enquanto não pagares o último centavo.'

 

Comentário

A liberdade é um dos grandes temas inspiradores para romances, canções, poesia, pinturas, filmes e peças de teatro. É uma verdadeira aspiração de todo ser humano. É um motor para lutar todos os dias. É um desejo profundo de cada pessoa. Nesta ocasião, Paulo, privado da sua "liberdade", da prisão, escreve à comunidade de Éfeso, convidando-os a viver no amor, movidos pela fé, em clima de liberdade. O amor se manifesta concretamente em expressões de respeito, paz, bondade e tolerância.

Jesus, novamente, chama de hipócritasas pessoas que lhe estão ouvindo, e não são os fariseus, mas um grupo de pessoas do povo. A fraternidade torna-se um dos núcleos fundamentais da vida cristã, que nos obriga a reconciliar-nos com os outros. Jesus os exorta a buscar a harmonia com seus irmãos, pois conflitos não resolvidos podem levar a situações mais críticas. Sinal de sabedoria é a resolução cordial das diferenças. Como sua comunidade discerne os conflitos internos?

Santo do Dia
S. Severino Boécio
480- filósofo ? \"Severino? vem de \"Severo? que significa \"sério?, \"grave?


Natural de Roma, S. Severino Boécio, cujo nome completo era Anício Mânlio Severino Boécio, nasceu por volta de 480 e morreu em 524. Casado, teve dois filhos que, como ele, tornaram-se cônsules. Filósofo, teólogo e cientista, contribuiu para a divulgação do pensamento grego no Ocidente, traduzindo do grego para o latim as obras de Platão, Aristótoles, Pitágoras, Euclides, Ptolomeu e outros. Deixou vários escritos versando sobre teologia, lógica, música, matemática e engenharia, sendo o mais importante A consolação da filosofia. Por defender corajosamente um amigo acusado pelo imperador Teodorico de conspiração no Senado Romano, foi preso também e encarcerado em Pávia, onde foi torturado por suas convicções religiosas se oporem às dos arianos, de quem Teodorico era simpatizante. Acabou sendo condenado à morte e executado em Pávia.