Consulta diaria


Primeira leitura: Dn 5,1-6.13-14.16-17.23-28: 
Apareceram dedos de mão humana que iam escrevendo.
Salmo: Dn 3,62. 63. 64. 65. 66. 67 (R. 59b): 
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Evangelio: Lc 21,12-19: 
Todos vos odiarão por causa do meu nome. Mas vós não perdereis.um só fio de cabelo da vossa cabeça.

 

 

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: Antes que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues às sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé. Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater. Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos. E eles matarão alguns de vós. Todos vos odiarão por causa do meu nome. Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça. É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!

Comentário

Em textos como o de hoje, é difícil distinguir se as advertências que encontramos vêm do próprio Jesus, ou antes, refletem a situação de perseguição que as primeiras comunidades cristãs estão experimentando. Em todo caso, o texto é claro: os discípulos, de ontem e de hoje, experimentarão a mesma oposição que Ele do poder religioso: a sinagoga, e do poder político: reis e governadores. O tempo da perseguição não é um momento de fuga, mas o momento de testemunhar, é o momento do martírio. Quando se procura mudar este mundo para um mundo mais humano e mais fraterno, é lógico esperar perseguição por parte das autoridades que se opõem à mudança... porém o mais difícil é receber oposição das pessoas mais próximas. Às vezes, nossa própria família não compreende o caminho que tomamos. Ao mesmo tempo, somos solicitados a não temer, porque neste caminho não estamos sozinhos: somos encorajados pelo Espírito do Ressuscitado.

Santo do Dia
Nossa senhora das Graças ou da medalha milagrosa

Este culto liga-se à figura de S. Catarina Labouré. A 27 de novembro de 1830, a Virgem lhe apareceu e confiou sua vontade de que fosse cunhada uma medalha segundo o modelo revelado na visão. Surgiu então a Imagem Milagrosa, uma medalha em que, entre outras coisas, está gravada a frase: \" Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós?. Aparecem também na medalha o S. Coração de Jesus, uma coroa de espinhos e o Coração de Maria, perpassado por uma lança. É invocada com a seguinte oração:
Eu vos saúdo, ó Maria, cheia de graça. Das vossas mãos voltadas para o mundo, as graças chovem sobre nós. Nossa Senhora das Graças, vós sabeis quais as graças que são mais necessárias para nós; mas eu gostaria, de maneira especial, que me concedêsseis esta que vos peço com todo o fervor de minha alma (pedir a graça...) O Pai é todo poderoso e vós sois a Mãe de seu Filho. Por isso, Nossa Senhora das Graças, confio e espero alcançar o que vos peço. Amém.