Consulta diaria


Primeira leitura: Is 65,17-21: 
Nunca mais se ouvirá a voz do pranto e o grito de dor.
Salmo: Sl 29, 2.4. 5-6. 11.12a.13b (R.2a): 
R. Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes!
Evangelio: Jo 4,43-54: 
Vai, teu filho está vivo.

 

 

Naquele tempo: Jesus partiu da Samaria para a Galileia. O próprio Jesus tinha declarado, que um profeta não é honrado na sua própria terra. Quando então chegou à Galileia, os galileus receberam-no bem, porque tinham visto tudo o que Jesus havia feito em Jerusalém, durante a festa. Pois também eles tinham ido à festa. Assim, Jesus voltou para Caná da Galileia, onde havia transformado a água em vinho. Havia em Cafarnaum um funcionário do rei que tinha um filho doente. Ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judéia para a Galileia. Ele saiu ao seu encontro e pediu-lhe que fosse a Cafarnaum curar seu filho, que estava morrendo. Jesus disse-lhe: 'Se não virdes sinais e prodígios, não acreditais.' O funcionário do rei disse: 'Senhor, desce, antes que meu filho morra!' Jesus lhe disse: 'Podes ir, teu filho está vivo.' O homem acreditou na palavra de Jesus e foi embora. Enquanto descia para Cafarnaum, seus empregados foram ao seu encontro, dizendo que o seu filho estava vivo. O funcionário perguntou a que horas o menino tinha melhorado. Eles responderam: 'A febre desapareceu, ontem, pela uma da tarde'. O pai verificou que tinha sido exatamente na mesma hora em que Jesus lhe havia dito: 'Teu filho está vivo'. Então, ele abraçou a fé, juntamente com toda a sua família. Esse foi o segundo sinal de Jesus. Realizou-o quando voltou da Judeia para a Galileia.

Comentário

Voltamos, com frequência, àquela experiência de fé quase mágica, quando nós, os crentes, queremos ter vantagens frente ao resto das pessoas. Esse é um mau caminho. A fé não é uma realidade que nos coloca à frente dos demais. No cristianismo a fé é uma experiência de adesão ao projeto de Deus, por meio do seguimento de uma pessoa concreta: Jesus de Nazaré e do prosseguimento de sua causa: o reino de Deus. Cada crente é chamado não para simplesmente crer em Jesus, mas para crer nele até o ponto de prosseguir a maneira como Jesus nos pede. Esta ação de viver de acordo com a vida e palavra de Jesus traz consequências fortes na vida. A fé transforma a vida, faz novas todas as coisas, mas não podemos esquecer que a fé em Jesus e em seu projeto acarreta grandes problemas. Creiamos em Jesus e libertemos esta ação de toda situação mágica e vantajosa. Experimentemos uma nova vivência de fé. A vida voltará a renascer.

Santo do Dia
Nossa Senhora da Penha

Lá pelo ano de 1434, N. Senhora apareceu em sonhos a um monge chamado Simão Vela. Cercada de luz, ela lhe acenava para que fosse até ela na montanha. Nessa procura, o monge vagou por cinco anos, até que finalmente encontrou na encosta da montanha Penha de França, no norte da Espanha, a imagem vista em sonho. Construiu ali uma ermida, onde mais tarde surgiu o santuário de N. Senhora da Penha. É invocada com a seguinte oração: Virgem Santíssima, Nossa Senhora da Penha, sois a Consoladora dos aflitos. Infundi em nossos corações o conforto e o alívio. Sois a nossa esperança. Em vós depositamos nossa confiança e esperamos da vossa bondade o lenitivo para as dores que nos acabrunham. Assisti-nos nas agruras desta vida, para que façamos delas semente para um mundo mais fraterno e mais humano. Enxugai-nos o pranto, para que percebamos nesses desafios a sabedoria da vontade divina, e possamos merecer as vossas bênçãos e as de Jesus, vosso divino Filho. Amém.