Consulta diaria

Primeira leitura: Hb 2,5-12:
Convinha que por meio dos sofrimentos levasse o iniciador da salvação deles à consumação.
Salmo: Sl 8, 2a.5. 6-7. 8-9 (R.Cf. 7):
Destes domínio ao vosso Filho sobre tudo o que criastes.
Evangelio: Mc 1,21b-28:
Ensinava como quem tem autoridade.

 

 

Estando com seus discípulos em Cafarnaum, Jesus, num dia de sábado, entrou na sinagoga e começou a ensinar. Todos ficavam admirados com o seu ensinamento, pois ensinava como quem tem autoridade, não como os mestres da Lei. Estava então na sinagoga um homem possuído por um espírito mau. Ele gritou: 'Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus.' Jesus o intimou: 'Cala-te e sai dele!' Então o espírito mau sacudiu o homem com violência, deu um grande grito e saiu. E todos ficaram muito espantados e perguntavam uns aos outros: 'O que é isto? Um ensinamento novo dado com autoridade: Ele manda até nos espíritos maus, e eles obedecem!' E a fama de Jesus logo se espalhou por toda a parte, em toda a região da Galileia.

Comentário

Marcos, como você está apressado! Ontem chamou os primeiros discípulos e hoje já está empenhado totalmente na missão. Cafarnaum é um povoado ao norte da Palestina, perto do lago da Galileia. A maioria de seus habitantes eram pescadores. Jesus entra na sinagoga, lugar de oração e meditação da lei. Porém chama a atenção um assunto: havia um homem possuído por um espírito imundo. Isso é muito raro porque nas sinagogas não deixavam entrar este tipo de gente. Por acaso, Marcos, você não está querendo dizer que o espírito impuro (opressor) estava preso na instituição religiosa judaica chamada sinagoga? Mas a autoridade de Jesus, que provem de sua vida coerente, sua palavra límpida e enérgica faz com que o espírito imundo saia imediatamente. Que autoridade! Que força na palavra! Que vitalidade de Jesus você, Marcos, nos deixar ver nestas passagens provocadoras! Quais são os espíritos imundos atuais que oprimem nossas instituições sociais e eclesiais? Possuímos a força e a convicção suficientes para expulsá-los?

Santo do Dia
S. Paulo de Tebaida
c. 228-341 ? eremita ? \"Paulo? significa \"pequeno?


Paulo de Tebaida é considerado o eremita precursor do estilo de vida solitário, retirado do mundo, habitando cavernas e lugares ermos, longe de qualquer burburinho humano, na mais completa solidão. Era homem muito rico e de educação esmera da que, na perseguição do imperador Décio, se refugiou na casa da irmã. Temendo, então, que o cunhado o denunciasse para ficar com a herança, fugiu para as montanhas desertas e afeiçoou-se à vida de solidão. Descobriu uma caverna, uma fonte e uma velha palmeira, e ali passou o resto da vida. Conta a tradição que tal era seu isolamento que, ao ser visitado por S. Antão, o pai dos monges, quis saber: \"Dizei-me, como vai o gênero humano? Ainda se fazem novas casas nas velhas cidades? Sob que império está o mundo??. Aos 113 anos, sentindo que Deus o chamava, pediu ao amigo Antão que fosse buscar o manto de S. Atanásio, para envolver-lhe o corpo, querendo dizer com isso que morria em comunhão com a Igreja.