Consulta diaria

Primeira leitura: Hb 1,1-6:
Deus falou-nos por meio do Filho.
Salmo: Sl 96 (97), 1.2b. 6 7c. 9 (R. Cf. 7c):
R. Adorai o Senhor Deus, vós anjos todos!
Evangelio: Mc 1,14-20: 
Convertei-vos e crede no Evangelho!

 

 

Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: 'O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!' E, passando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. Jesus lhes disse: 'Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens'. E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus. Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; e logo os chamou. Eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados, e partiram, seguindo Jesus.

Comentário

Como é interessante a ligação entre João e Jesus. O primeiro é preso por seu testemunho e sua palavra desafiante e ardorosa. Seu apelo à conversão faz tremer as bases, não somente dos corações, mas das consciências e das estruturas sociais. Parece que a notícia da prisão de João chegou a Jesus como um desafio. Imediatamente começa seu ministério organizando o grupo para assumir a bandeira de João, e também iniciar sua missão: o anúncio do Reino de Deus. Chama os primeiros com certa urgência. Pede-lhes para deixar sua rotina diária e embarcar numa fascinante e apaixonante aventura: convocar outras pessoas para colocar em marcha a utopia de Deus. É mais ou menos o que acontece com muitos homens e mulheres do nosso povo quando descobrem algo novo pelo qual vale a pena deixar tudo e por-se a caminho. Como vivemos em nossa comunidade de vida esse desafio de Jesus de deixar-nos interpelar pela realidade e por-nos a caminho?

Santo do Dia
S. Odo de Novara
séc. XII ? monge ? \"Odo? sugere riqueza, fartura de bens

Odo nasceu em 1140 e foi prior dos cartuxos de Geyrach, na Eslavônia, e, mais tarde, capelão e diretor espiritual de um mosteiro de religiosas, nas proximidades de Tagliacozzo. Construiu uma pequena cela perto do mosteiro e passou a levar vida entregue à oração, ao trabalho, à penitência e à pobreza, conforme o costume cartuxo. Dali saía apenas para ir à igreja dedicada a S. Cosme e S. Damião. A quem o procurava e pedia qualquer livramento, dizia: \"Que poderei eu fazer? Sou um pobre pecador, cheio de fraquezas. Deixa-me em paz. Vai, e que o Cristo, Filho do Deus vivo, te cure do mal que te aflige!? E a pessoa ficava livre do mal que a atormentava. No leito de morte exclamou: \"Recebei-me, Senhor, meu Senhor, que vou para vós. Eu vejo o Senhor, meu Senhor e meu Rei. Estou na presença de meu Deus?.