Consulta diaria

Primeira leitura: 1Jo 5,5-13:
O Espírito, a água e o sangue.
Salmo: Sl 147, 12-13. 14-15. 19-20 (R. 12a): 
Glorifica o Senhor, Jerusalém!
Evangelio: Lc 5,12-16: 
E, imediatamente, a lepra o deixou.

 

 

Aconteceu que Jesus estava numa cidade, e havia aí um homem leproso. Vendo Jesus, o homem caiu a seus pés, e pediu: 'Senhor, se queres, tu tens o poder de me purificar.' Jesus estendeu a mão, tocou nele, e disse: 'Eu quero, fica purificado.' E, imediatamente, a lepra o deixou. E Jesus recomendou-lhe: Não digas nada a ninguém. Vai mostrar-te ao sacerdote e oferece pela purificação o prescrito por Moisés como prova de tua cura. Não obstante, sua fama ia crescendo, e numerosas multidões acorriam para ouvi-lo e serem curadas de suas enfermidades. Ele, porém, se retirava para lugares solitários e se entregava à oração.

Comentário

A vida do cristão é compreendida como uma batalha contra o mundo. Neste caso, “mundo” é o contrário a Deus, e se entende como uma situação humana caótica, regida pela injustiça; esse ambiente rodeia o cristão e o assedia constantemente; por isso a guerra é inevitável, uma vez que o pecado é incompatível com Deus. O crente mantem sua decisão de fé num meio adverso. Isto é o que percebemos na leitura de João. A palavra nos entrega o instrumento para vencer o mundo: a fé na vinda do Filho em água e sangue. Estas expressões se referem ao que Jesus realizou em nosso favor, certificadas pelo Espírito de Deus. A humanidade de Jesus é salvífica por aquilo que aconteceu nela e por ela. Com certa facilidade a humanidade de Jesus fica diluída em sua divindade, e isto dificulta vencer o mundo. A vitória de Deus sobre a morte e o pecado é nossa pela fé em Cristo Jesus. Esta é a força que faz do cristão um vencedor.

Santo do Dia
S. Teodósio
séc. IV ? abade ? \"Teodósio? significa \"dom de Deus? ou \"presente de Deus?

Natural da Capadócia, o aba de Teodósio foi realmente um dom de Deus para sua gente e a Igreja. Ainda jovem servia nos cultos como leitor, quando um dia foi tocado pelo evangelho. Partiu para a Palestina, onde fundou um enorme e autossuficiente mosteiro, em que tudo era produzido intramuros, sem a nada precisar recorrer do exterior. Tal mosteiro mais parecia uma cidade, pois ali se exerciam todos os ofícios da época, praticava-se a hospitalidade e prestava-se ajuda aos necessitados, enfermos, e doentes eram curados. Havia quatro hospitais, dos quais um era destinado a monges com doenças comuns e outro a monges com doenças graves e em idade avançada. Os dois outros eram reservados aos que não eram monges. Havia também quatro igrejas: uma para os gregos; outra para os bessas, povo da Trácia; uma terceira para os armênios; e a quarta para monges decrépitos. Contudo, após a leitura do evangelho, todos se reuniam na igreja principal ?  a dos gregos ? para comungarem juntos. Também S. Teodósio teve de lutar para conservar a integridade da fé, tendo sido por isso algumas vezes exilado. Morreu em 529, com 105 anos de idade.