Consulta diaria

Primeira leitura: 1Jo 4,19 - 5,4:
Aquele que ama a Deus, ame também o seu irmão.
Salmo: Sl 71 (72), 1-2. 14.15bc. 17 (R. Cf 11):
Os reis de toda a terra, hão de adorar-vos, ó Senhor!
Evangelio: Lc 4,14-22a:
Hoje se cumpriu esta palavra da Escritura.

 

 

Naquele tempo: Jesus voltou para a Galileia, com a força do Espírito, e sua fama espalhou-se por toda a redondeza. Ele ensinava nas suas sinagogas e todos o elogiavam. E veio à cidade de Nazaré, onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga no sábado, e levantou-se para fazer a leitura. Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito: 'O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa Nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos e para proclamar um ano da graça do Senhor.' Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante, e sentou-se. Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele. Então começou a dizer-lhes: 'Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir.' Todos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca.

Comentário

Nosso amor exerce reação ao amor de Deus. Conhecemos pela fé que primeiro Deus nos amou e depois nós o amamos. Ele nos viu e nos amou; entregou-nos o seu Filho. Nós amamos a Deus sem tê-lo visto. Surge aqui uma inconsistência: Como é que amamos a Deus se não o vimos? Nosso amor fica no terreno da especulação, visto que o verificável é que não o obedecemos. Nós o obedeceríamos amando se o tivéssemos visto. De Deus vimos seu amor manifesto na entrega de Cristo. Essa entrega por nós significa um mandato de amor: amor ao irmão. O amor é reagente e verificável. Amar não é um peso. O amor cristão é um amor a Deus que passa necessariamente pelo próximo: isso demonstra que o evangelho de Cristo encontrou acolhida no coração do crente. Esta dimensão do amor não é opcional no discipulado. A quem professamos o amor a Deus? Deus exige nomes e sobrenomes.

Santo do Dia
S. Agatão
c. 679-681 ? papa ? \"Agatão? lembra \"bondade?, \"honestidade?

Natural da Sicília, foi eleito papa em 679, pontificando durante dois anos e seis meses e catorze dias. Antes de tornar-se monge, por 20 anos viveu casado e trabalhando para ganhar a vida. Era uma pessoa dócil, meiga, cheia de bondade e respeito para com os outros. Foi tesoureiro da Igreja em Roma e sucessor do papa Dono. Presidiu, na pessoa de seus legados, o VI Concílio Ecumênico de Constantinopla, em que foi condenado o monotelismo, que afirmava haver em Jesus uma só vontade. Seguindo a tradição apostólica, Agatão expôs, em carta, os fundamentos da fé, afirmando: \"... foi o Senhor e o Salvador, cuja fé é um dom, que prometeu que a fé de Pedro não desanimaria, e lhe recomendou confirmar, nesta mesma fé, os irmãos. É o que todos os pontífices apostólicos, predecessores de minha fraca pessoa, sempre fizeram corajosamente. Por insignificante que eu seja, quero imitá-los para cumprir a minha missão...? Morreu em 10 de janeiro de 682, sucedendo-lhe Leão II.