Consulta diaria

Primeira leitura: Ecoo 48,1-4.9-11:
Elias virá.
Salmo: Sl 79 (80), 2ac.3b. 15-16. 18-19 (R.4):
Convertei-nos, ó Senhor, resplandecei a vossa face e nós seremos salvos!
Evangelio: Mt 17,10-13:
Elias já veio, mas não o reconheceram.

 

 

Ao descerem do monte, os discípulos perguntaram a Jesus: 'Por que os mestres da Lei dizem que Elias deve vir primeiro?' Jesus respondeu: 'Elias vem e colocará tudo em ordem. Ora, eu vos digo: Elias já veio, mas eles não o reconheceram. Ao contrário, fizeram com ele tudo o que quiseram. Assim também o Filho do Homem será maltratado por eles.' Então os discípulos compreenderam que Jesus lhes falava de João Batista.

Comentário

Maricela é uma líder comunitária que trabalha sem parar por sua comunidade. Sacrifica tempo e recursos para animar e propor projetos de desenvolvimento para a comunidade. Sem descuidar das obrigações de seu lar, não descansa no serviço à sua comunidade. No entanto, não faltam as “más línguas” que murmuram contra ela, dizendo que ela só busca o seu interesse, beneficiar-se da comunidade. Maricela, longe de desanimar, trabalha com mais dedicação e entusiasmo especialmente pelos pobres da comunidade. Algo parecido aconteceu com João Batista e com Jesus. Ambos convidaram à conversão, à mudança radical de vida, mas algumas pessoas, sobretudo autoridades religiosas judaicas, os acusavam de endemoniados, blasfemos, pecadores, rebeldes, enfim, eles os desqualificaram e caluniaram porque suas palavras e suas ações eram fortes, desafiadoras e desmascaravam a maldade que escondiam debaixo da linguagem e roupagem religiosa. Isso acontece em muitas comunidades de base. Surge um líder e um animador que quer servir com generosidade e começam as murmurações e críticas. Você está disposto a servir o Senhor através dos irmãos de comunidade até o fim?

Santo do Dia
S. Maria Vitória
1562-1617 ? fundadora ? \"Maria? tem muitos significados,
como \"Amada?, \"Senhora?, \"Predileta do Senhor?, \"Excelsa?,
\"Suprema?

Maria Vitória nasceu em Gênova, em 1562. Desde menina, desejava ingressar na vida religiosa, mas acabou fazendo a vontade dos pais. Casou-se aos 17 anos e foi mãe de 8 filhos. Não bastasse ficar viúva, sobreveio-lhe um tempo de grande penúria. Rezando e pedindo ajuda a Deus, conseguiu superar a crise. Fez então os votos de castidade, o de não usar jóias e vestidos de seda e o de não frequentar festas profanas. Todos os seus filhos entraram para a vida religiosa. S. Maria Vitória, juntamente com algumas companheiras, fundou a Congregação das Irmãs da Celeste, cuja regra foi escrita pelo jesuíta Bernardino Zanoni. E consistia em uma vivência autenticamente evangélica, intensa vida de oração e devoção filial à Virgem da Anunciação. Morreu no dia 15 de novembro de 1617.