Consulta diaria

Primeira leitura: Fl 2,12-18: 
Trabalhai para a vossa salvação; Deus é que realiza em vós.tanto o querer como o fazer.
Salmo: Sl 26 (27),1. 4. 13-14 (R. 1a): 
O Senhor é minha luz e salvação!
Evangelio: Lc 14,25-33: 
Qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!

 

Naquele tempo: Grandes multidões acompanhavam Jesus. Voltando-se, ele lhes disse: 'Se alguém vem a mim, mas não se desapega de seu pai e sua mãe, sua mulher e seus filhos, seus irmãos e suas irmãs e até da sua própria vida, não pode ser meu discípulo. Quem não carrega sua cruz e não caminha atrás de mim, não pode ser meu discípulo. Com efeito: qual de vós, querendo construir uma torre, não se senta primeiro e calcula os gastos, para ver se tem o suficiente para terminar? Caso contrário, ele vai lançar o alicerce e não será capaz de acabar. E todos os que virem isso começarão a caçoar, dizendo: 'Este homem começou a construir e não foi capaz de acabar!' Ou ainda: Qual o rei que ao sair para guerrear com outro, não se senta primeiro e examina bem se com dez mil homens poderá enfrentar o outro que marcha contra ele com vinte mil? Se ele vê que não pode, enquanto o outro rei ainda está longe, envia mensageiros para negociar as condições de paz. Do mesmo modo, portanto, qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!

Comentário

As sentenças e parábolas do evangelho de hoje mostram como é exigente o seguimento de Jesus. A opção por Jesus se transforma no eixo central da vida. A ela todas as demais opções ficam submetidas. Se parecesse pouco, trata-se de uma oção marcada pela ignomínia e a morte. Esta decisão deve ser ponderada cuidadosamente. O discipulado de Jesus não é um assunto para menores de idade. O evangelho deixa claro, só que o evangelho de hoje termina de uma maneira desconcertante. À dupla reflexão das parábolas sobre a capacidade para levar a bom termo a opção adotada, se compara a renúncia dos bens. A pobreza é parte integral do seguimento de Jesus. Sem renunciar aos bens não há discipulado. Ser discípulo implica viver em contínua aprendizagem do Mestre. Os bens e as honras impedem aprender dele. A mesma coisa acontece com a segurança que o ambiente familiar oferece e até o amor a si mesmo. O que estamos aprendendo de Jesus neste dia? Saiamos de nossa zona de conforto. 

Santo do Dia
S. Ernesto
séc. XIII ? abade ? \"Ernesto? significa aquele que é \"lutador?,
\"resoluto?, \"decidido?

Ernesto foi um monge que viveu no século XIII, na abadia de Zwiefalten, às margens do lago Constança. Por cinco anos foi abade, cargo a que renunciou para participar da II Cruzada. Essa Cruzada terminou em desastre, pois dos 200 mil homens e mulheres que partiram para o Oriente poucos retornaram. Dizem que ao partir como integrante do exército alemão afirmou: 
Já não conto tornar a ver-vos cá na Terra, porque Deus vai me conceder, assim espero, derramar o sangue por ele. Pouco importa aliás a morte que me está reservada, contanto que me permita sofrer por amor de Cristo Senhor (apud José Leite, S.J., op. cit., Vol. III, p. 274).
De fato, S. Ernesto foi um daqueles muitos que não voltaram.