Consulta diaria

Primeira leitura: 2Rs 25,1-12: 
Judá foi deportado para longe de seu país.
Salmo: Sl 136,1-2. 3. 4-5. 6 (R. 6a): 
Que se prenda a minha língua ao céu da boca, se de ti Jerusalém, eu me esquecer!
Evangelio: Mt 8,1-4: 
Se queres, tu tens o poder de me purificar.

 

Tendo Jesus descido do monte, numerosas multidões o seguiam. Eis que um leproso se aproximou e se ajoelhou diante dele, dizendo: Senhor, se queres, tu tens o poder de me purificar. Jesus estendeu a mão, tocou nele e disse: Eu quero, fica limpo. No mesmo instante, o homem ficou curado da lepra. Então Jesus lhe disse: Olha, não digas nada a ninguém, mas vai mostrar-te ao sacerdote, e faze a oferta que Moisés ordenou, para servir de testemunho para eles.

Comentário

O evangelho de hoje, apresenta diversas curas: do leproso, do servo, da sogra de Pedro. Ao curar, Jesus faz presente o Reino, que porta em si a libertação integral das pessoas. É vontade de Jesus curar, limpar e restituir à sociedade o irmão leproso curado. O centurião entra na nova comunidade como testemunha de fé e exemplaridade. E, no caso, da sogra de Pedro, a cura torna a mulher capaz para o serviço. Senhor Jesus, sabemos que, quando a pessoa humana readquire a sua dignidade perdida, torna-se apta a testemunhar as maravilhas do seu Evangelho. Ajuda-nos a colocar-nos a serviço da vida!

Fonte: Diário Bíblico 2018, Ed. Ave Maria, referente ao dia 29 de junho.

Santo do Dia

S. Pedro, Príncipe dos apóstolos

séc. I ? apóstolo e papa ? \"Pedro? significa \"pedra?, \"rocha? ? Dia do Papa


Originário da Galiléia (Mt 4,18-22), Pedro era um pescador de Cafarnaum (Mt 8,14) que aceitou o convite de Jesus para segui-lo e ocupou uma posição especial no grupo dos discípulos (Mt 14,28.33; Jo 13,6-9) assumindo a liderança na primeira comunidade cristã de Jerusalém (At 1-12). Porta-voz dos discípulos em Pentecostes (At 2) e no episódio de Ananias e Safira (At 5, 1-11), foi o primeiro discípulo a pregar o evangelho aos gentios (At 10) e o próprio Paulo o distingue dos demais como testemunha da ressurreição (1Cor 15,5). Segundo a tradição, tornou-se bispo de Roma e ali sofreu o martírio. Foi o primeiro papa da história da Igreja, o primeiro a confessar que Jesus era o Messias, o Filho do Deus vivo (Lc 9,20). A ele são atribuídas duas cartas católicas (1Pd e 2Pd).