Consulta diaria

Primeira leitura: 1Rs 17,7-16: 
A farinha da vasilha não acabou conforme o que o Senhor tinha dito por intermédio de Elias.
Salmo: Sl 4, 2-3. 4-5. 7-8 (R. 7): 
Sobre nós fazei brilhar o esplendor da vossa face!
Evangelio: Mt 5,13-16: 
Vós sois a luz do mundo.

 

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se tornar insosso, com que salgaremos? Ele não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte. Ninguém acende uma lâmpada, e a coloca debaixo de uma vasilha, mas sim, num candeeiro, onde brilha para todos que estão na casa. Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus.

Comentário

O sal serve para salgar a comida, conservar, dar sabor, mas não para salgar a si mesmo. A luz ilumina o caminho, os passos, a casa, mas não ilumina a si mesma. A fé não é propriedade privada de quem a recebeu como dom, mas para ser vivida como testemunho de amor a Deus e aos irmãos. A comunidade cristã é um presente de Deus para a humanidade e como tal deve contagiá-la com o sabor do Reino e deve iluminá-la com os valores do evangelho. Uma fé vivida como consumidores finais faz-nos perder de vista o sentido profundo de nosso batismo: tornar presente o amor salvador de Deus oferecido à humanidade em Jesus de Nazaré. O destinatário final de nossa fé e do nosso testemunho é o próprio Deus. Poder retribuir amor a Deus bondade e misericórdia que nos amou primeiro. Que sejamos seguidores de Jesus, discípulos e discípulas do Reino, para que a humanidade toda saiba que tem um Pai que a ama e que nele a vida, a história e toda a criação têm sentido.

Santo do Dia

S. Onofre

Séc. IV ? eremita ? invocado contra a doença do álcool ?
\"Onofre?, nome de origem egípcia que significa \"boi preto, boi sagrado?


Onofre foi um eremita egípcio que passou a vida inteira na mais completa solidão no deserto de Tebaida. Alimentava-se de raízes e cobria o corpo com um cinturão de folhas. Por setenta anos viveu sozinho, buscando a Deus mediante a oração e uma vida de austeridade. Pouco antes de morrer, foi encontrado pelo monge Pafúncio, ao qual narrou sua vida. A devoção a S. Onofre chegou ao Ocidente trazida pelos cruzados. É invocado com a seguinte oração:
Ó S. Onofre, que pela fé, penitência e força de vontade vencestes o vício do álcool, concedei-me a força e a graça de resistir à tentação da bebida. Livrai dessa verdadeira doença também os meus familiares e os meus amigos. Abençoai os \"alcoólicos anônimos?para que conservem firme seu propósito de viver afastados da bebida e de ajudar seus semelhantes a fazer o mesmo. Virgem Maria, mãe compassiva dos pecadores, socorrei-nos. S. Onofre, rogai por nós.