Consulta diaria

Primeira leitura: Is 42,1-4.6-7: 
Eis o meu servo: nele se compraz minh'alma.
Salmo: Sl 28,1a.2.3ac-4.3b.9b-10 (R.11b): 
Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!
Segunda leitura: At 10,34-38: 
Foi ungido por Deus com o Espírito Santo.
Evangelio: Mc 1,7-11: 
Tu és meu filho amado; em ti ponho meu bem-querer.

Naquele tempo: João Batista pregava, dizendo: 'Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias. Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo.' Naqueles dias, Jesus veio de Nazaré da Galiléia, e foi batizado por João no rio Jordão. E logo, ao sair da água, viu o céu se abrindo, e o Espírito, como pomba, descer sobre ele. E do céu veio uma voz: 'Tu és o meu Filho amado, em ti ponho meu bem-querer.'

Comentário

Jesus foi batizado. Eis aqui outro dado maravilhoso do caminho da epifania de Jesus. O batismo de João tem por finalidade o arrependimento. Paulo diz que em Jesus não havia pecado. Então como se deve entender o batismo de Jesus? Simplesmente porque Ele, sendo Deus, assumiu em tudo nossa condição humana. Pelo Batismo, Jesus se solidariza com a tragédia humana para libertá-la e comunicar-lhe a vida em plenitude que vem do próprio Deus. Por outra parte, é a manifestação do compromisso de Jesus com seu povo. Ao sumergir-se nas águas batismais Jesus se compromete radicalmente com a história do povo para lutar por sua dignificação, sua libertação integral. No Batismo, Deus Pai manifesta sua complacência com o Filho, de tal maneira que a missão do Filho é obediência ao Pai. É a oportunidade para fazer memória de nosso próprio batismo e revisar nosso caminho de conversão sincera e compromisso com a justiça e a paz para todos. Como você tem vivido seu compromisso batismal? Que aspectos pensa trabalhar para viver autenticamente o batismo recebido?

Santo do Dia

B. Alix Le Clercq

1576-1622 ? religiosa e fundadora ? \"Alix? em francês quer
dizer \"Alice?, forma abreviada de \"Elisabete?

Alix Le Clercq foi co-fundadora das Cônegas Agostinianas da Congregação de N. Senhora. Nasceu em Remiremont, França, em 1576. Orientada por S. Pedro Fourier, reuniu, por volta de 1597, um pequeno grupo de jovens dispostas a cuidar de crianças abandonadas e a ensiná-las a ler, escrever, costurar e, especialmente, a amar e servir a Deus. Esta idéia foi amadurecendo até que Alix Le Clercq e suas três companheiras, Ganthe André, Isabel, Joana de Louvroir, convenceram-se realmente de que aquela era a vontade de Deus sobre elas. Entretanto, somente em 1628, a Santa Sé confirmaria definitivamente as Cônegas Agostinianas da Congregação de N. Senhora. Sensível aos sofrimentos alheios, cultivava o silêncio interior. Sofreu provações e trevas espirituais, mas jamais perdeu a confiança em Deus. Sempre dizia que mais valia um ato de humildade do que uma centena de êxtases. Morreu aos 46 anos de idade.